terça-feira, 2 de março de 2010

A vida é um novelo

Sendo a vida tão curta, é simultaneamente tão longa.
Curta, vista à distância. Longa, quando é vivida.
A vida de um homem são segundos no relógio da existência.
Mas esses segundos criam tantos laços que, por vezes, ultrapassam gerações.
E são as novas gerações, geradas por essas antigas, que nos prendem.
A vida é um novelo.
E eu espero, sinceramente, que o fio não se parta.
Amiga, neta deste homem, és um verdadeiro anjo da guarda. Muitos de nós dependem de ti. Que força tens. Que amor transborda do teu coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário