sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Reflexões

2011 - Menina em São Tomé
Desculpa ter visto em ti uma pessoa que amava e que perdi e não te ter visto a ti;
Desculpa ter visto no teu lindo colar os colares que enchem a sua caixinha das «jóias»;
Desculpa ter visto na areia da praia, que te mancha o cabelinho e as tuas faces bonitas, a terra, o alcatrão, o sangue que cobriram o seu corpinho;
Desculpa ter-te fotografado quando na, na realidade, queria tanto fotografá-la a ela.
E, sabes que me senti, também, um velho demente que, mesmo depois de te ter fotografado, sabendo que não te estava a fotografar a ti, continuei a fotografar, como se nada fosse comigo. Ainda se ele se sentisse assim, mas não.
Se existir Deus, terei eu, mas também ele, de prestar contas.

Sem comentários:

Enviar um comentário