domingo, 23 de maio de 2010

Ti Jorge

Bem longe do seu Amazonas, Ti Jorge não esqueceu o seu amor à pesca.
O peixe do Ribatejo é bem diferente do que pescava, mas também é peixe.
E depressa aprendeu que aquela vala encantada é um rio de amor, tal como o seu Amazonas, embora em escala reduzida.
E, enquanto pesca, os seus olhos perdem-se no encanto dos namorados que por ali se apaixonam.

Sem comentários:

Publicar um comentário